“O saneamento precisa estar em pauta agora mais do que nunca”, diz Juliana Dutra, coordenadora do Tema 1

“O saneamento precisa estar em pauta agora mais do que nunca”, diz Juliana Dutra, coordenadora do Tema 1

Ela explica o que será apresentado nas sessões, a contribuição do debate ao setor e o papel do saneamento em meio à pandemia da Covid-19.

Por Murillo Campos 

A pandemia do novo coronavírus reforçou a importância do saneamento como ferramenta de saúde pública, tanto para prevenção de doenças como para promoção do bem-estar. Esse será um dos assuntos abordados pelo Tema 1 – Água, Saneamento e Saúde para todos – na Brazil Water Week, o mais importante evento internacional realizado no Brasil, que será promovido pela Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental – ABES, de 26 a 30 de outubro deste ano. 

“Acredito que esta BWW será única, pois em nossas sessões, por exemplo, traremos reflexões sobre o futuro e a prevenção de pandemias como esta”, relata Juliana Dutra, uma das coordenadoras do Tema 1 ao lado de Alceu Guérios Bittencourt, secretário-geral da diretoria nacional da ABES e Marina Rodrigues, coordenadora de Responsabilidade Social Corporativa da Aegea Saneamento.

Em entrevista ao Portal ABES, Juliana conta detalhes dos principais pontos de discussão do tema, a contribuição para novos projetos e o papel do setor diante do atual momento de pandemia. “Teremos o cenário da Covid-19 e o saneamento em destaque como um dos pilares de prevenção e manutenção de vidas”, revela.

Leia a entrevista completa, a seguir:

Portal ABES – Você é uma das apoiadoras do Tema 1 – Água, Saneamento e Saúde para todos. Quais serão os principais pontos desta discussão e o que o público pode esperar?

Juliana Dutra – Nosso foco está na representatividade de diversos países em nossas discussões que tratarão dos temas focando em políticas inclusivas para os serviços de abastecimento de água e de esgotamento sanitário da população sujeita a condições mais difíceis de acesso, decorrentes da precária infraestrutura urbana e das condições de pobreza que afetam áreas relevantes das cidades tanto em favelas como em assentamentos não-regulares das grandes cidades e, também, em áreas periurbanas, mesmo que regularizadas.

O debate deve alcançar, ainda, comunidades rurais, sobretudo aquelas isoladas. Ou seja, o foco é debater o atendimento da população que está à margem do processo de urbanização e sofre grandes dificuldades econômicas e sociais no acesso aos serviços.

A proposta do grupo é que as discussões considerem, além da água, saneamento e seus reflexos na saúde, também questões de planejamento urbano, habitação, regularização fundiária, participação social, reassentamento e adequabilidade de padrões técnicos de projetos de saneamento por meio da implantação de intervenções integradas.

Neste sentido, é importante o debate aprofundar-se nos aspectos técnicos e tecnológicos, financiamento, arranjos institucionais e modelos de gestão, além da relação com soluções de infraestrutura urbana, sem as quais se torna impossível a implantação de sistemas adequados de água e saneamento.

A abordagem deve ainda contemplar a importância de medidas estruturantes de capacitação de todos os atores envolvidos e de uma agenda de trabalhos socioambientais visando promover o exercício da participação e a inserção social das famílias, em articulação com as demais políticas públicas, contribuindo para a sustentabilidade dos bens, equipamentos e serviços implantados. O público pode esperar tudo o que existe de mais atual no mundo nas abordagens de nossas sessões.

Portal ABES – Como o debate proporcionado pela Brazil Water Week poderá agregar nas discussões em prol de avanços no setor de saneamento?

Juliana Dutra – A BWW sempre contribui para o setor. Na primeira que aconteceu no Rio de Janeiro foram pessoas de todo o mundo, trocando informações e discutindo o saneamento. Nesta, teremos o cenário da Covid-19 e o saneamento em destaque como um dos pilares de prevenção e manutenção de vidas. Acredito que esta BWW será única, pois em nossas sessões, por exemplo, traremos reflexões sobre o futuro e a prevenção de pandemias como esta. Trataremos de exemplos do passado recente, do presente e projeções de cuidado para o futuro.

Portal ABES – Que mudanças essa pandemia do coronavírus poderá gerar no setor de saneamento?

Juliana Dutra – Acredito que o setor, utilizando a comunicação correta, poderá construir muito valor. Ser percebido como imprescindível, não apenas como manutenção da vida, mas restauração da vida. As pessoas poderão migrar o volume de consumo de um segmento para outro.

Portal ABES – Considerando as dificuldades no acesso ao saneamento, que medidas emergenciais podem ser tomadas para enfrentar a pandemia que vivemos do coronavírus junto àquelas pessoas mais vulneráveis que residem em comunidades, ocupações, ou mesmo em situação de rua?

Juliana Dutra – Educação acessível a todos, com simplicidade e falada pelos seus líderes, acompanhamento das lideranças, aumento da coleta de lixo, disponibilização de testes e pesquisas de sintomas de agentes de saúde da comunidade.

Portal ABES – A BWW traz a oportunidade da troca de experiências entre diversos profissionais e representantes do setor. Você acredita que essa interação possa contribuir para o surgimento de novas projetos e ideias para a área?

Juliana Dutra – Muitíssimo. Quando trocamos ideia, ainda mais em nível multiterritorial e multidisciplinar como é o caso da BWW, aprendemos com exemplos e construímos novas ideias. Estas oportunidades são únicas e a BWW faz isso como ninguém. O acesso da ABES aos melhores casos, pessoas mais atuantes, é importantíssimo.

Portal ABES – E como você avalia o papel da ABES em promover um evento como esse no Brasil?

Juliana Dutra – A ABES é imprescindível no setor, ela promove não apenas a construção de conhecimento, mas incentiva atitudes que movem o setor, a troca de informações e a aproximação de diferentes empresas.

Portal ABES – Qual mensagem gostaria de deixar ao público que estará presente na BWW?

Juliana Almeida Dutra – Gostaria de dizer que o saneamento precisa estar em pauta agora mais do que nunca, temos que refletir sobre as questões do futuro, aprender com o presente e diagnosticar o passado.

Prepare-se! A Brazil Water Week está chegando! Fique ligado e acompanhe todas as informações do mais importante evento internacional realizado no Brasil.

4 Responses

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.