Sessão temática desta quinta-feira debate água, esgoto e saúde em áreas periurbanas

Sessão temática desta quinta-feira debate água, esgoto e saúde em áreas periurbanas

O mais importante evento internacional sobre água realizado no Brasil conta com convidados de mais de 15 países que discutem a água em seus diversos aspectos e apresentam experiências, com foco no Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS) 6 da Organização das Nações Unidas (ONU): Água e Esgoto para todos até 2030. Evento termina nesta sextas (30)

Como parte do Tema 1 da Brazil Water Week (Semana de Água no Brasil): “Água, Esgoto e Saúde para Todos”, uma das sessões temáticas da manhã desta quinta-feira, 29 de outubro, debateu os serviços de saneamento nas áreas periurbanas – aquelas que ficam entre o urbano e o rural. O debate contou com a participação do presidente nacional da ABES – Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental, Alceu Guérios Bittencourt.

A Brazil Water Week é o mais importante evento internacional sobre água realizado no Brasil. Promovido pela ABES, o encontro é transmitido por meio de plataforma digital até esta sexta-feira, 30. O evento conta com 30 sessões divididas em 8 temas principais e mais de 120 especialistas de mais de 15 países.

Com o tema “Água, Esgoto e Saúde para Todos em Áreas Periurbanas”, a sessão temática foi moderada e coordenada por Ernani Ciríaco de Miranda, assessor técnico da Secretaria Nacional de Saneamento do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) e secretário geral da ABES-DF. E contou ainda com a coordenação de Keyla Nunes, também do MDR. Juliana Dutra, coordenadora adjunta da Câmara Temática da ABES de Prestação de Serviços e Relacionamento com Clientes, foi a facilitadora da sessão.

Além do presidente da ABES, Alceu Guérios Bittencourt, o  debate contou com a participação de Teófilo MonteirodaFiocruz; Mercedes Zevallos, de Connación, no Peru; e Sunny Guidotti, da Unicef – Escritório Regional da América Latina/Caribe – Panamá.

As áreas periurbanas muitas vezes não são prioridades para receber os serviços de saneamento. Segundo o moderador do debate, Ernani Ciríaco, a sessão trouxe uma abordagem fundamental para o saneamento, não só no Brasil, como em vários países do mundo em que os serviços ainda não são universalizados e que as áreas de ocupação não formais, não regulares, costumam ficar sem os serviços de saneamento. “O Tema 1 inteiro da BWW traz esse debate da água, esgoto e saúde das áreas não regulares e nossa sessão focou nas áreas que estão entre o urbano e o rural, que costumam ser áreas mais pobres, áreas com densidades menores, tem maior complexidade, tanto do ponto de vista urbano, quanto do social e econômico. É um debate fundamental para que possamos incluir todas as pessoas para receber os serviços, pois é necessário que todas tenham assegurados seu direito humano de serviços de água e esgoto”, afirmou Ernani.

O moderador chamou atenção, também, para o debate em torno da água, saneamento e higiene que foi realizado na sessão. “O tema de higiene não costuma ser incluído no serviço de saneamento básico no Brasil, mas ele é fundamental porque faz a relação direta do saneamento com a saúde. Se a pessoa tiver serviço de saneamento, mas não tiver uma prática de higiene, tem efeitos negativos na saúde. Por outro lado, se a pessoa não tem serviço de água e esgoto, não consegue ter boas práticas de higiene. É uma inter-relação fundamental que tivemos na nossa mesa”, finalizou Ernani.

Brazil Water Week

Além das sessões temáticas, é transmitida a BWW Connection (a programação dos intervalos), que traz videopalestras, comentários, entrevistas e ações sociais, como a Van Solidária Brazil Water Week. Nesta sexta-feira, 30, de 12h15 às 13h30, ocorre a sessão especial gratuita “ANA 20 anos: avanços e desafios para o futuro da regulação de recursos hídricos e saneamento básico”, que será transmitido ao vivo no canal da ABES no YouTube.  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.