Sabesp fala sobre o Programa Novo Rio Pinheiros no último encontro desta terça da BWW

Sabesp fala sobre o Programa Novo Rio Pinheiros no último encontro desta terça da BWW

Sessão Happy Hour foi patrocinada pela Sabesp e coordenada por Márcio Gonçalves, presidente da ABES-SP.

Márcio Gonçalves Oliveira, presidente da ABES-SP, coordenou a Sessão Happy Hour Sabesp “Programa Novo Rio Pinheiros”, último encontro desta terça-feira, 27 de outubro, da Brazil Water Week (Semana da Água do Brasil). O mais importante evento internacional sobre água realizado no Brasil é promovido pela ABES e acontece até esta sexta (30).

Alceu Segamarchi Junior, diretor de Tecnologia da Sabesp, começou sua apresentação fazendo um overview sobre o “Programa do Novo Rio Pinheiros”, mostrando os parceiros, o mapa com a localização e um breve histórico de como o rio era usado pela população no começo do século XX.

O especialista falou sobre os desafios múltiplos de todo o projeto e destacou cinco eixos estruturantes do Programa Novo Rio Pinheiro, com detalhamento do “eixo saneamento”. Também informou quais são as metas do programa. Todo esgoto coletado será direcionado para tratamento na ETE de Barueri, com o objetivo de tratar 92% do esgoto gerado. No momento são 16 contratos assinados e em andamento. Segmarchi finalizou explicando como irão funcionar e onde serão instaladas as cinco URQs no projeto e a inovação no país que é a injeção de oxigênio dissolvido. “Isso é uma novidade que trazemos para este projeto, que já existe na Europa e nos Estados Unidos”, concluiu.

Ricardo Borsari, diretor Metropolitano da Sabesp, apresentou “soluções inovadoras para universalizar o tratamento de esgoto”.  Borsari falou quais são os desafios para a coleta de esgoto na Região Metropolitana de São Paulo, como questões demográficas, econômicas e ocupações irregulares. “A tarifa social que a Sabesp aplica é a segunda menor tarifa do Brasil”, frisou. Além de complementar com as informações sobre o funcionamento do “Se Liga na Rede”, programa voltado para pessoas de baixa renda terem acesso à coleta de esgoto e água tratada pagando um valor social e o mais importante recebendo treinamentos e palestras para cuidar do meio ambiente em que vive.

O diretor da Sabesp fechou sua palestra falando sobre os contratos de performance que foram contratados no Programa Novo Rio Pinheiros, explicando todas as diferenças nessa contratação em relação a um contrato tradicional. Detalhou as fases do projeto, com os pontos técnicos de revisão para a remuneração. E mostra exemplos de melhorias estruturais nos locais onde já ocorreram obras de manutenção e revitalização.

Fábio Toreta, superintendente de comunicação da Sabesp, usou sua apresentação para informar como é feita a comunicação da Sabesp para gerar engajamento na população. “Nosso desafio é fazer com a população tenha todos esse conteúdo técnico de forma acessível”. Toreta exemplificou os pilares que são usados pela empresa para fazer essa informação chegar à sociedade, priorizando que as pessoas se sintam parte do projeto e como elas podem colaborar através de suas atitudes.

Ele disse ainda que é um trabalho de dentro para fora, “a gente precisa transformar os nossos colaboradores em multiplicadores das informações, para assim a população acreditar no que vê. Além da comunicação direta com a população, o presidente da Sabesp Benito Braga tem atuado com diálogo forte com a imprensa para massificar a informação do que é feito em prol da sociedade.  Influenciadores, ONG, empresas que permeiam o rio, ações itinerantes e na ciclovia do Rio Pinheiros, além da instalação da Estação Zavuvus para educar crianças e adultos, são outras formas de comunicação do Programa com a sociedade. Ao final das apresentações os palestrantes responderam às perguntas enviadas pelo chat do evento.

A sessão foi patrocinada pela Sabesp e está está disponível na íntegra no canal da ABES no YouTube. Assista aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.