BWW: sessão trata de metodologias aplicadas à capacidade de pagamento de tomadores e acesso a recursos

BWW: sessão trata de metodologias aplicadas à capacidade de pagamento de tomadores e acesso a recursos

Objetivo foi discutir como as tarifas de água, subsídios e abordagens de acessibilidade podem ajudar o Brasil a alcançar suas metas de universalização dos serviços de saneamento. 

A penúltima sessão temática desta terça-feira, 27 de outubro, da Brazil Water Week (Semana da Água no Brasil) tratou de “Metodologias Aplicadas à Capacidade de Pagamento de Tomadores e Acesso a Recursos”. O assunto integra o Tema 5 “Financiamento”. 

O moderador do debate foi Luis Andres, diretamente da Argentina, representando o Banco Mundial. Os participantes foram Jemima Sy (Banco Mundial – Filipinas); Maria Eduarda Gouvea (economista do BID); Denise Maria Lara de Souza Seabra (engenheira Civil e Coordenadora-Geral de Saneamento para o Setor Privado no Ministério do Desenvolvimento Regional); e Otaviano Canuto (membro Sênior do Policy Center for the New South). 

O objetivo da sessão, coordenada por Christian Borja-Vega (World Bank (México), foi discutir como as tarifas de água, subsídios e abordagens de acessibilidade podem ajudar o Brasil a alcançar suas metas de universalização dos serviços de saneamento. 

O cenário considerado para o debate foi o fato de os subsídios atuais do setor de saneamento serem falhos em alcançar seus objetivos devido à deficiência dos projetos, sendo muitas vezes difusos, caros, mal direcionados, não transparentes ou distorcidos. 

Assim, como a acessibilidade é uma importante preocupação transversal que afeta o direito humano ao saneamento, o tema foi escolhido para integrar a BWW. Isso porque, por mais intuitivo que o conceito possa parecer, não há consenso sobre como a acessibilidade deve ser definida. 

Brazil Water Week é promovida pela Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental – ABES e acontece em plataforma digital até esta sexta (30). Trata-se do evento internacional mais importante sobre água realizado no Brasil. 

Ao todo, estão sendo cinco dias de transmissão online, com convidados de mais de 15 países de variados continentes, como Europa, América, África e Ásia, reunidos para discutir a água em seus diversos aspectos e apresentar experiências, com foco no ODS 6 da ONU: Água e Esgoto para todos até 2030. 

Durante esta semana, serão 30 sessões, divididas em 8 temas principais, com mais de 50 horas de conteúdo online e mais de 120 especialistas. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0